Menu Principal

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

11ª SNCT, em Brasília - DF [12 a 19 de Outubro de 2014] - Parte 02 de 03

Agora estarei continuando com o Relato da Viagem que fiz para Brasília.





[PARTE 01] [PARTE 02] - [PARTE 03]


Se tiver caído aqui direto e desejar voltar para o Início do Relato, clique no Botão abaixo:

Clicar: [PARTE 01]


RELATO DA VIAGEM


Quarta, 15 de Outubro de 2014


Da mesma forma que nos outros dias, acordei cedo, lanchei no Hotel, esperei o táxi que chamamos pela rádio [para ganhar os 20% de desconto] e segui com mais três funcionários do Museu Itinerante para outro dia da SNCT. O movimento inicial continuou devagar até a chegada das escolas, e a partir desse momento nosso estande ficou bastante cheio e por toda a manhã não pude sair para visualizar outros lugares da feira. [Algo que sempre reparo é que quem vai e gosta costuma chamar todo mundo que conhece para ver como é, então, a tendência é sempre começar vazio nos primeiros dias e ir enchendo cada vez mais de gente da metade para os dias finais, tanto de pessoas novas quanto das que já visitaram e estão querendo mostrar o Museu Itinerante para os familiares e amigos]



















Os dois experimentos das fotos abaixo, por exemplo, funcionam da seguinte forma:




- Os visitantes devem desembaralhar essas peças que estão soltas e fazer com que se torne a figura única de um T;
- Os visitantes descobrem que nosso corpo também conduz eletricidade, por isso que, mesmo com algumas pessoas de mãos dadas ainda é possível fechar o circuito e fazer com que a luzinha do experimento acenda.
Obs.: Botas de Borracha e Anéis com Metais costumam fazer com que a luzinha fique bem fraca, para fazer com que a luzinha voltei ao normal, basta tirar esse tipo de objeto.

Almocei sozinho na Barraquinha em frente a saída como no outro dia, e de bucho cheio, aproveitei para conhecer outros estandes que ainda não havia visitado. O primeiro que entrei foi o Estande da Fundacentro.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande do Fundacentro: Pertencente ao Ministério do Trabalho e Emprego, o foco deles nessa feira era mais voltado ao aprendizado do público infantil com seus diversos jogos didáticos espalhados por todo o estande.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -











Uma coisa que achei muito interessante nesse evento em Brasília foi a quantidade de telas interativas que eles possuíam em quase todos os lugares. algo que é raro de se ver nas proximidades onde moro. Segui para o Estande da EMBRAPA.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande do Fundacentro: Também possui foco voltado para o aprendizado das crianças. Aqui davam palestras sobre frutas, fungos e muitas outras coisas. O pessoal foi bem atencioso e quem estava com a família pôde ter uma excelente aula ministrada por eles.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -










Assim, fui ao Estande da Assistência Social. Apenas tirei fotos porque uma funcionária do Museu Itinerante tinha ido nesse Estande e me explicado como ele funciona.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande da Assistência Social: Basicamente, esse ministério utiliza essa lancha para prestar assistência às comunidades ribeirinhas mais distantes na Amazônia.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -






Dali fui ao FAP/SECTI-DF. 

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande do FAP/SECTI-DF: Esse estande pertence a Secretaria de Estado de Ciência Tecnologia e Inovação e seu foco era a Astronomia. Nele me deram até a ideia de visitar o Planetário de Brasília, algo que realmente fiz depois de sair do serviço.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -




E aproveitando o caminho de volta para a CAPES, visitei também o Estande do Ministério da Integração Nacional.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande do FAP/SECTI-DF: Aqui tratavam de assuntos relacionados à geologia e à vida de seres que habitaram nossas terras há muito muito tempo no passado.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -






Abaixo coloquei um vídeo para melhor explicitação desse estande e também sobre a lancha que tinha citado a pouco:


Após meu horário de almoço, voltei ao Estande da CAPES e continuei a trabalhar novamente. O Museu Itinerante não chegava a ficar tão lotado mas a todo momento recebia novos visitantes.


Todo mundo ama esse cara! Chegavam famílias inteiras e muitos jovens que sempre pediam para tirar foto com esse manequim em que são explicados os órgãos do corpo humano.




Enquanto trabalhava direto eu via crianças cheias de pacotinhos de jogos e acabei ficando curioso. Então aproveitei quando o nosso estande estava bem vazio para visitar o da Estande da Transitolândia e ver o que estavam fazendo.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande da Transitolândia: Ensinavam coisas relacionadas ao comportamento no trânsito e também possuíam alguns joguinhos didáticos para entreter a criançada. E após a visita todos os pequenos ainda ganhavam um joguinho, que poderiam levar para casa.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -












No Final da Tarde a feira estava encerrando [O horário da SNCT não era fixo e mudava bastante de acordo com o dia]. Ajudei a fechar nosso Estande, chamamos o Táxi e fui embora com mais três pessoas, mas parei antes deles porque queria encontrar um Souvenir e também visitar a Torre de TV, um dos pontos turísticos mais visitados de Brasília.

Ao longe já era possível vê-la.


Ao me aproximar também consegui avistar diversas lojas e restaurantes, no horário que fui já tinham muitas lojas fechadas, mesmo assim deu pra fazer tudo o que eu queria [comer alguma coisa e comprar meu Souvenir de Brasília]. Com exceção dos Shoppings e da Rodoviária, acho que esse foi um dos pontos que avistei mais gente. Em todos os outros lugares que estive eu estava sozinho ou havia pouquíssimas pessoas.










Subi as escadarias que levavam até a Torre de TV e comecei a apreciar a paisagem a minha volta. De longe não parece, mas essa Torre é realmente gigantesca.




Então enfrentei a fila e peguei o elevador que leva para o alto da Torre. Ali do alto tive uma visão panorâmica de toda a nossa capital federal.










-------
Informações sobre a Torre de TV e seu Horário de Funcionamento:
http://www.setur.df.gov.br/visite-brasilia/torre-de-tv.html
Obs.: Quando fui até lá não cobravam nada para subir na Torre de TV.
-------

Descendo o Elevador rumei a pé para o Observatório de Brasília, custei a achar devido a simetricidade da cidade, que faz a gente se confundir e ir na direção errada pelo caminho ser tão parecido. E ao chegar fiquei completamente decepcionado porque acreditei que estava entrando em um Observatório [onde poderíamos olhar as estrelas, até hoje não consegui fazer isso] e tudo que vi foram papéis com rabiscos colados nas paredes, dei duas voltas e fui embora. Acho uma pena que uma cidade tão rica e bonita quanto Brasília tenha um observatório tão fraco como esse.

Enfim, voltei a pé para o Bittar Inn, fiquei por mais algum tempo e na Parte da Noite saí a pé com os dois motoristas da UFMG [meus colegas de quarto] para o Brasília Shopping. Eles queriam conhecer o Shopping porque ficaram agarrados resolvendo o problema dos Ar Condicionados que tinha torrado devido àquele problema com o Eletricista do Evento e aproveitaram para andar pelo Shopping, comer alguma coisa e comprar gravatas ou ternos [os dois são fissurados por ternos].

Deu até para dar uma paradinha e curtir um luxuoso assento ergonômico desses que só se vê por aqui!



Finalmente voltamos para o nosso Hotel, onde descansamos e nos preparamos para nosso 5º dia em Brasília.


Quinta, 16 de Outubro de 2014

Mesma coisa dos dias anteriores, lanchei cedo no Hotel e dessa vez peguei o táxi com mais dois colegas até o Pavilhão de Exposições de Brasília. Em nenhum momento da manhã pude visitar outros estandes porque a feira estava realmente lotada e a todo momento recebíamos mais e mais visitantes, e ainda um de nossos colegas passou mal devido a baixa umidade de Brasília, que faz com que tenhamos uma espécie de sede eterna! [Eu, por exemplo, nunca bebi tanta água na vida ao estar num lugar e mesmo assim ficava com sede o tempo todo devido a baixa umidade]



Gosto de trabalhar nas exposições externas porque tenho mais liberdade de movimento e não preciso ficar contando o tempo de visitação, mas tive que ficar um tempo dentro do Caminhão para ajudar a cobrir esse desfalque. Dei azar demais porque peguei a turma mais bagunceira de Brasília, e como me chamaram de surpresa apanhei um pouco, mas de alguma forma consegui explicar tudo para as crianças e fiquei ajudando ali por algum tempo até que nosso colega se recuperou e pude voltar a ajudar nas exposições externas novamente.













Dada a hora fui almoçar na mesma banquinha em frente ao evento. Com o bucho cheio e as energias recarregadas fiz como nos outros dias e fui conhecer mais alguns estandes da SNCT. O primeiro visitado foi o da Secretaria de Turismo do Distrito Federal.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande da Secretaria de Turismo do Distrito Federal: Claramente, divulgam sobre Brasília e seus diversos pontos turísticos interessantes. Obs.: Como já estou colocando informações turísticas de Brasília aos poucos, acho que não é necessário colocar essas informações aqui, pois a informação ficaria repetida..
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -







E dali visitei o estande vizinho.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande da CCI: Outro Colégio de Brasília, em que mostravam alguns experimentos científicos. Tinham até aquele da Eletricidade Estática que arrepia o cabelo da pessoa, mas não funcionou na hora por algum motivo. Ainda haviam muitas maquetes de aviões e coisas relacionadas ao lixo, energia limpa e sustentabilidade.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -













Eles tinham de tudo, experiências de aquecimento solar, braço mecânico movido com uma seringa (você apertava a seringa e o braço ia movendo mesmo), muitas maquetes e diversas coisas interessantes, tudo feito de materiais recicláveis.

Perto dali estava o Estande da UNIP.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande da UNIP: Ofereciam cursos para quem é da região.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -







E agora um bem legal, o Estande dos Institutos Federais.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande dos Institutos Federais: Era um dos maiores estandes da feira e nele estavam diversos experimentos dos mais variados temas. Desde jogos temáticos até áreas como física e robótica foram apresentados nesse estande..
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -



















Apesar do gigantesco movimento pela Parte da Manhã, da Hora do Almoço para frente a feira seguiu bem tranquila, o que permitiu que vez ou outra eu conseguisse visitar outros estandes. A maioria que eu ia ficava por pouquíssimo tempo, por isso consegui ir em vários nesse dia.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande da Dome Bambu: Conforme o nome, realmente fabrica todos os seus produtos em bambu: seja peças ou mobiliário.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -









- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande da ATN: Dedica-se a apoiar o desenvolvimento e a sustentabilidade de telecentros. 
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Passei muito rápido por ele e já fui para outro estande.





- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande da ANPROTEC: Outra organização que se dedica a ajudar as empresas. Para saber mais sobre ela favor ver o vídeo institucional abaixo. 
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -


video







- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande da ATL: Esse aqui eu achei Show. Você conta sua história de vida (ou a de um conhecido) para um cara e após ouvir a sua história ele fará uma pequena poesia personalizada e entregará para você. Como tinha pouquíssimo tempo e lá estava cheio não pude fazer a da história da minha vida, mesmo assim quem foi gostou demais! 
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -







Na foto acima está um exemplo de poesia que esse cara escreveu.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande da PESC: Também era dedicado a aprendizagem das crianças. 
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -











Após decorrido todo o período do almoço as escolas começaram a voltar aos Estandes e voltei a ajudar no Estande da CAPES novamente. Quando assustei já estava abarrotado de gente e estávamos trabalhando muito! Sem contar que alguns colegas já estavam começando a entregar os pontos devido à fadiga [Cinco dias de trabalho puxado cansa qualquer um].



Tivemos até outra entrevista de TV novamente. [postei o vídeo quando apresentei sobre o Caminhão do Museu Itinerante, então estarei colocando apenas algumas fotos]







Bem no finalzinho da feira dei uma passada no Estande da Caixa Econômica Federal, que estava com a temática das paraolimpíadas.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande da Caixa Econômica Federal: A Caixa é um dos Bancos mais conhecidos do Brasil e na SNCT deste ano teve como temática as Paraolimpíadas. 
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

A Luciana é uma exímia colecionadora de Poupançudos da Caixa [possuía apenas um, mesmo assim se dizia colecionadora] e me incumbiu da importante tarefa de conseguir o máximo de Poupançudos possíveis para que ela aumentasse a coleção dela! E como bom namorado que sou, participei dessa simulação das paraolimpíadas para tentar conquistar esse prêmio.

Meu Objetivo:



Após esperar a fila tentei conquistar o prêmio com todas as minhas forças!









Abaixo deixei um vídeo que mostra mais um pouco de como foi a SNCT de 2014, no finalzinho fala mais um pouco sobre o Estande da Caixa Econômica para os Jogos Paraolímpicos.


O desafio era muito interessante! Primeiro uma corrida de cadeira de rodas, a primeira vista parece bem fácil, mas na segunda volta já deu pra perceber que meu braço não estava respondendo direito. Depois há o basquete de cadeira de rodas. Em seguida o futebol de cegos: esse é difícil porque precisava se orientar pelo som dos guizos. Feito os desafios e acertando o gol eis a recompensa (um dos vários tipos de Poupançudos disponíveis):

[Conquistado nesse dia]


[Conquistado no outro dia de manhã - assim que o evento abriu]


Obs.: Está embalado assim e de noite porque só consegui mostrar isso pra ela na parte da noite.

Após todas as atividades eles ainda deixam como bônus a Handbike, você vai no simulador e pedala com as mãos, mas é muito difícil e desgasta a pessoa extremamente rápido!


Nesse dia, a exposição durou até o Início da Noite. Então passamos praticamente o dia todo trabalhando. Dali peguei um táxi de volta para o Bittar Inn, tomei um Banho e depois outro táxi até o Restaurante Beirute Asa Sul, para comermos Comida Árabe.


Restaurante Beirute Asa Sul
Passei o maior aperto porque não fazia a mínima ideia do que pedir, então solicitei uma Kafta Extra (foto abaixo) - como gosto muito de queijo foi uma boa pedida - só tive que esperar um bocado porque o Garçom não tinha anotado o meu pedido na primeira vez e só me atendeu mesmo depois de outras meia hora esperando o prato.

Kafta Extra (Comida Árabe)
Tirando esse pequeno problema, valeu a espera porque estava gostoso demais! Não sabia que comida árabe era tão boa! Aqui estavam quase todos os funcionários do Museu Itinerante, com exceção de umas três pessoas que não quiseram vir e preferiram fazer outras coisas.



Terminado o nosso jantar voltamos de táxi para o Hotel e descansei para outro dia da feira.


Clique AQUI, na imagem ou no botão abaixo para ver a última parte deste relato:


Clicar: [PARTE 03]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botão Voltar ao Topo