Menu Principal

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

67ª SBPC, em São Carlos - SP [11 a 17 de Julho de 2015] - Parte 03

E agora a terceira parte da viagem que fiz para São Carlos, em São Paulo.


Saiba como foi o evento da SBPC e como foi nossa viagem para essa cidade do interior paulista.



Se tiver caído aqui direto e desejar voltar para o Início do Relato, clique no Botão abaixo:

Clicar: [PARTE 01]

Agora estarei continuando com o Relato da Viagem que fiz para São Carlos.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -


Abaixo coloquei um vídeo do Boletim SBPC, que conta mais um pouco de como foi a feira:


Às 18:00h acabou o primeiro dia de exposições da SBPC, desligamos as coisas e esperamos o micro-ônibus para voltar pros Hotéis. Assim que cheguei tomei um banho e resolvi ir até o Centro para conhecer melhor a cidade e comer alguma coisa. Os ônibus de São Carlos são bem baratos (cerca de R$ 2,65 cada passagem) e não costumam demorar tanto para passar mesmo em período de férias escolares. Pouco tempo depois desci numa praça do Centro. Dali segui subindo a rua e vi quase tudo fechado, as poucas coisas que ainda estavam abertas eram farmácias, supermercados e um ou outro bar.




Após andar um pouquinho cheguei na porta desse museu, que infelizmente também estava fechado.


Ao lado do museu tem essa espécie de roleta d'água (esqueci o nome certo), que é bem interessante.


E ainda próximo dali há um ponto turístico da cidade: A Catedral de São Carlos.




Ainda com fome [evitei afundar nos biscoitos nesse dia para ter mais sustança no organismo], continuei subindo a rua por mais um bom tempo para ver se achava algo aberto, ia perguntando as pessoas e sempre falavam pra continuar subindo a rua, mas quando via o tal restaurante também estava fechado. Em um dado momento avistei isso daqui e achei bem legal!


Se chama Quarteirão Shopping e aqui haviam diversas lojas e alguns restaurantes (que infelizmente também estavam fechados). Então continuei a minha subida. Depois de mais um bocadinho andando cheguei na área mais viva da cidade após às 18:00h. Fica próximo da Rodoviária de São Carlos e ali se encontram sorveterias, açaís, pizzarias, Mc Donald's e diversos restaurantes [desde os mais simples até os mais chiques] e muitas lanchonetes.



Resolvi comer no Quase 2 Lanchonete e Restaurante e pedi um Quase 2 de Frango com dois pães.


Tudo saiu por pouco mais de R$ 20,00 e estava muito gostoso, mas demorei a comer porque isso enche demais! Esse lugar se chama Quase 2 por conta do especial da casa. Quando vi até achei que era uma torta, mas é um Hambúrguer mesmo. De estômago forrado andei até a rodoviária que estava próxima dali [foi mais fácil fazer isso do que voltar tudo que tinha andado novamente].




Se por algum motivo tiver vindo a São Carlos e estiver com fome recomendo que pegue um ônibus diretamente até a rodoviária, e não até o Centro, assim poderá comer do melhor que a cidade oferece e caso precise fazer algumas comprinhas no supermercado não precisa se preocupar, pois há um Carrefour Bairro bem próximo da rodoviária.

Pedi informações para o pessoal da cidade e foram muito simpáticos comigo, chegando a procurar as informações pelo I-phone e até me passando quais os ônibus e onde os pegaria na rodoviária. Poucos minutos depois peguei o coletivo e voltei para o Hotel, onde dormi.

O próximo dia seria o Segundo dia de Exposições da SBPC em São Carlos.

Terça, 14/09/2015

Como de praxe, tomei um café bem reforçado (e ainda diferente porque aqui variavam bastante na comida matinal).




Dessa vez o motorista chegou em ponto, finalmente acostumaram com os locais em que todo mundo estava, e seguimos para a UFSCAR. Ali trabalhei até a hora do almoço, ainda não estava cheio, mas pelo menos havia bem mais movimento do que no dia anterior.












Uma galeria criada especialmente dedicada ao Ano Internacional da Luz foi a Light Painting (Pintando com a Luz), que ofereceu aos visitantes a oportunidade de experimentar o registro da luz através da fotografia. Basicamente funcionava assim:


A pessoa entrava nessa pequena tenda com um lanterninha e fazia movimentos no ar, desse modo a câmera (configurada de maneira especial para captar esses tipo de raio) captava os movimentos da pessoa em forma de luz, que na prática dava para fazer coisas como essas:










Como estava o movimento pela parte da manhã:


Abaixo um vídeo mostrando as exposições da Tenda Jovem da SBPC


Dado o almoço resolvi comer Espaguete à Bolonhesa [uma das opções da terça-feira].


Como almocei bem cedo (mais ou menos 11:00h), aproveitei para visitar outros estandes da feira.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande do Museu da Vida

Esse é outro dos tantos estandes da SBPC Jovem. Ensinavam sobre o olho humano e também sobre diversos aspectos da luz, mostrando diversos experimentos em que era possível perceber ilusões de ótica.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -








Agora tente perceber a ilusão de ótica nas imagens abaixo: 

- O que você vê nesse quadro?


[Para ver a Resposta selecione o texto entre os dois xxx]

Resposta:

xxx

- Uma Taça?
- Ou dois rostos um virado para o outro?
Obs.: Na verdade são as duas coisas na mesma imagem.

xxx

- As duas retas vermelhas desse quadro estão retas ou tortas?


[Para ver a Resposta selecione o texto entre os dois xxx]

Resposta:

xxx

- Retas.

xxx

- As duas retas vermelhas desse quadro são do mesmo tamanho ou de tamanhos diferentes?



[Para ver a Resposta selecione o texto entre os dois xxx]

Resposta:

xxx

- Possuem o mesmo tamanho.

xxx

Qual dos três bonequinhos é o maior? o 1º, o 2º, ou o 3º?


[Para ver a Resposta selecione o texto entre os dois xxx]

Resposta:

xxx

- Os três possuem o mesmo tamanho.

xxx

O que você enxerga nesse quadro?



[Para ver a Resposta selecione o texto entre os dois xxx]

Resposta:

xxx

- Uma mulher jovem olhando para trás?
- Ou uma mulher bem velha?
Obs.: Na verdade são as duas coisas na mesma imagem.

xxx

Tinha de tudo animando o evento, palhaços, músicos e algumas bandas que tocavam de vez em quando. Abaixo um exemplo disso (dois músicos tocando violino):


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande do Núcleo de Difusão Científica do Ceará

Este fazia parte de um dos três maiores estandes da Tenda Jovem e estava repleto de experimentos das mais variadas áreas, como química, física, saúde, óptica, jogos infantis e microbiologia e ainda possuíam um simulador de um mini-furacão, algumas maquetes de aviões e pontos turísticos e também de uma ferrovia dentro de um mini-vilarejo e os famosos chips mergulhados em nitrogênio líquido.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -











Eis os famosos chips congelados em nitrogênio líquido (que em um dos dias saíram passando e entregando pro pessoal comer - também comi um - é muito gelado e depois que você come sai um pouco de fumaça branca pela sua boca).



E aqui um simulador do mini-furacão, que está imerso na água.



Mais experimentos:















O trenzinho andando pela maquete da cidadezinha:


E por fim, alguns experimentos de ótica que são bem interessantes.


Na primeira parte do vídeo a medida que se muda o ângulo a imagem muda e temos a impressão de que os animais estão andando. Na segunda parte o garoto gira o prisma e nos dá a impressão de que o boneco está se movendo, e na terceira você vê a imagem da tela borrada, mas se usa aqueles óculos passa a enxergar uma cidade.

Também contavam com uma galeria mostrando alguns dos cientistas e descobridores mais importantes da história. Abaixo segue-se a fotos deles.













Próximo deles, estava o outro estande, que também ocupava uma área razoável.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande Circo da Ciência

Por aqui os visitantes tinham oficinas de artesanatos, observavam experimentos da área de ótica, aprendiam sobre o ecossistema das abelhas, recebiam melhores orientações sobre consumo de alimentos e nutrição e também havia diversos experimentos relacionados à área de física e geologia, além de alguns desafios.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -









Fizeram até um joguinho de cartas ecológico, que mostravam diversos animais da fauna brasileira. Achei muito legal porque já colecionei cartinhas de Yu-Gi-Oh e também aqueles tazos de animais em perigo de extinção.





Agora um experimento bem interessante, porque as letras vermelhas ficaram invertidas ao passar por esse vidro e as azuis não continuaram do mesmo jeito?



[Para ver a Resposta selecione o texto entre os dois xxx]

Resposta:

xxx

- Não tem nada a ver com as cores, e sim porque onde estava as azuis as letras eram totalmente simétricas, as outras letras ficaram invertidas quando a luz atravessou o vidro.

xxx

E agora outro desafio, dessa vez com as cores:



Exemplo de uma das oficinas oferecidas por eles:



E enfim, mais algumas fotos desse estande:











Nesse tubo, por exemplo, você olha na parte de baixo e vê o que está por cima, é ideal para ser usado debaixo da água (assim você vê a parte de cima sem se expor), ou então pode usá-lo para ver o que está do outro lado da parede, caso esteja em uma quina (ainda sem se expor).


Tenda da SBPC Indígena

Como ainda restava um tiquinho do meu tempo de almoço saí da Tenda Jovem e fui até próximo do Prédio de Geologia, onde bebi um pouco de água e segui andando mais um pouco até que cheguei a Tenda da SBPC Indígena.


Aqui vendiam artesanatos, ofereciam oficinas e davam palestras para os visitantes, apenas tirei algumas fotos e saí dali rapidamente.









Veja o vídeo abaixo para entender melhor sobre a tenda deles.


Obs.: Meu horário de almoço rendeu bastante porque não enfrentei nenhuma fila no almoço, comi rápido (em menos de 10 minutos) e assim pude sentir um pouco de como estava sendo essa feira.

E agora o último Estande que consegui conhecer neste dia.



- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Estande da Banca da Ciência

A Banca da Ciência é um projeto de popularização da ciência no formato centro de ciências itinerante. A base do projeto são as bancas móveis, similares às usadas para venda de jornais e revistas, mas que funcionam como centros de ciências e abrigam exposições de materiais interativos para a disseminação da ciência e da tecnologia empregando materiais lúdicos, simples e de baixo custo, tais como montagens experimentais, maquetes, jogos, brinquedos, pôsteres interativos, entre outros, em sua maioria produzidos de forma artesanal. O público alvo são as crianças e adolescentes da educação básica, seus professores e suas famílias, sobretudo da rede pública de ensino e atualmente é gerenciado conjuntamento pela USP Leste e pela UNICEF.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -














As maquetes deles também eram bem interessantes.




Abaixo segue um vídeo que editei para mostrar um pouco sobre esse estande:


E também uma reportagem, falando sobre os robozinhos deles:


Com o horário de almoço acabado, voltei a trabalhar no Museu Itinerante.

Clique no Botão abaixo para ver a próxima parte do relato:

Clicar: [PARTE 04]

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botão Voltar ao Topo