Menu Principal

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Curiosidades #4 - Conheça a Etiópia

Chegou a hora de conhecer a Etiópia, o outro dos dois países africanos que não foi colonizado pelos Europeus.

Adis Abeba, a capital da Etiópia

~ Origem e História ~

Com localização no continente africano, denominada de "Chifre da África", a Etiópia limita-se ao norte com a Eritreia, a nordeste com o Djibuti, ao leste com a Somália, ao sul com o Quênia e a oeste com o Sudão. É dito que a espécie Homo sapiens teria se originado nesse território. O Fantástico até chegou a produzir um episódio sobre a origem da humanidade, na série denominada "Jornada da Vida", conheça mais sobre a nossa origem assistindo ao vídeo abaixo:



O nome desse povo é derivado do soberano Etiopís, cujo reinado data de 1856 a.C. As origens de sua unificação como Império podem ser encontradas mais tarde, cerca 900 anos antes de Cristo, quando teve início a dinastia do trono etíope, com o Rei Menelik I que, segundo a "lenda" histórica, seria filho do Rei Salomão, o Rei Hebreu da Bíblia judaico-cristã, com a Rainha Sheba, ou Rainha de Sabá, governante de Shoa, terras abissínias. Menelik I foi o fundador e primeiro rei do Império de Askum, semente da Etiópia atual.


Os primeiros habitantes do território etíope pertenciam a variadas etnias entre as quais predominavam os semitas árabes. A herança de Salomão, que a História comprova por meio de numeroso documentos [como escrituras sagradas judaico-cristãs, apócrifas e canônicas] evidencia-se na forte presença de elementos da cultura judaica que a Bíblia Africana, o Kebra Negast [Glória dos Reis] explica como resultado de uma viagem empreendida por Menelik I à Israel, justamente para conhecer seu pai, Salomão, e ele com aprender a Ciência Política e os princípios da sabedoria e da religião.

Quando o jovem Menelik foi a Jerusalém pela primeira vez, para conhecer seu pai, o Rei Salomão, voltou para a Etiópia com 12 mil israelitas, filhos de nobres e de pastores. Levou consigo a Arca da Aliança que ficou guardada em Askum.

A Arca da Aliança chegando à Etiópia com Menelik I. Igreja de Santa Maria de Sião de Axum.
A Etiópia é um dos reinos mais antigos do mundo e passou por dezenas e mais dezenas de dinastias diferentes, aprofunde mais no conteúdo clicando no botão abaixo:



~ O País ~



O país possui uma área de 1.221.918 km e cerca de 82,8 milhões de habitantes, divididos entre diversas raças distintas [40% de oromos, 32% de tigrinas, 9% de sidamos, 6% de chanquelas, 6% de somalis e outros 7% de outras etnias]. Mesmo tendo os oromos como maioria é uma minoria que comanda a política e dita as regras no país, por isso o idioma oficial é o amárico. A religião também divide o país, sendo a maioria da população cristã [57,5%], seguido pelo islamismo 30,4% e crenças tradicionais 11,7%.


A maior parte do território nacional está situado acima dos 2 mil metros de altitude, sendo que sua capital, adis-Adeba está localizada a 2.400 metros acima do nível do mar. Isso faz com que o país sofra com secas periódicas e apresente 34ºC de temperatura média, uma das mais altas do planeta.

É o país mais rural do mundo, com aproximadamente 65% do território coberto por campos e pastagens e tem na atividade agropecuária sua principal fonte de receitas financeiras. Possui rebanhos bovinos e é grande produtora de cana-de-açúcar, sementes oleaginosas, feijão e principalmente café, que é um grande produto de exportação.





A Etiópia apresenta vários problemas sociais, possuindo um índice de desenvolvimento humano [IDH] de apenas 0,328, um dos menores do mundo. Metade dos Etíopes sofre de subnutrição crônica, a taxa de mortalidade infantil é alarmante [77 óbitos a cada mil nascidos] e o índice de analfabetismo também é bem alto, chegando a casa dos 64%.

Curiosidades sobre a Etiópia:


- Existem referências sobre a Etiópia na Bíblia, na Ilíada e na Odisseia;
- Os etíopes reivindicam para si a localização do antigo reino de Sabá, citado na Bíblia. O problema é que os iemenitas também juram que o reino de Sabá se localizava em seu país;
- A Etiópia é o segundo país mais populoso da África, atrás apenas da Nigéria;
- Mais de 90% da população etíope vive nas áreas rurais, tendo 90% de sua economia baseada na agricultura;
- A Etiópia é quase cortada ao meio por uma imensa falha geológica chamada Vale do Rift;
- O inglês é amplamente falado no país. Os etíopes aprendem o idioma nas escolas públicas;
- Os etíopes tem orgulho de dizer que, ao contrário do restante da África, nunca foram colonizados pelos europeu;
- O país possui grande concentração de cristãos e muçulmanos. Em sua maioria, os cristãos seguem a Igreja Ortodoxa Etíope;
- Os judeus negros da Etiópia são conhecidos como falashas. Acredita-se que sejam descendentes do Rei Salomão e da rainha de Sabá.


Falashas, os Judeus Negros da Etiópia
Ficou curioso sobre os Falashas e deseja conhecer mais sobre eles, clique no botão abaixo:




Ainda não acabou, pra fechar com chave de ouro assista ao documentário abaixo, produzido pela BBC, onde tentam nos esclarecer nossas origens enquanto o repórter atravessa o país.


Se tiver gostado desse tema e desejar conhecer outros posts, clique na Coleção abaixo e veja os que você achar mais interessantes:


Fontes Pesquisadas:

http://www.maiscuriosidade.com.br/18-pequenas-curiosidades-sobre-a-etiopia/
http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/etiopia.htm
http://civilizacoesafricanas.blogspot.com.br/2009/12/historia-da-etiopia.html
http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2014/12/jornada-da-vida-viaja-ate-o-berco-da-humanidade-etiopia.html


"Conhecer a Etiópia é viajar para nosso passado, esclarecer nossas origens e compreender mais sobre a nossa evolução como humanos".
Espero que tenham gostado, boa sorte e feliz natal!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botão Voltar ao Topo