Menu Principal

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Pato Branco - PR [02 a 08 de Novembro de 2015] - Parte 04

Essa é a 4ª parte do relato da viagem que fiz a trabalho para Pato Branco, no Paraná.


Dessa viagem que foi tão difícil, é nessa parte do relato que tive os meus melhores momentos. Principalmente no Museu do Videogame e na Motion Sphere, a maior atração desse evento.


Pato Branco - PR


Se tiver caído aqui direto e desejar voltar para o Início do Relato, clique no Botão abaixo:

Clicar: [PARTE 01]

Sem mais delongas, bora pro relato!

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -


Agora cheguei no Museu do Videogame, certamente a maior atração dessa feira.


O Estande deles ocupava simplesmente metade do galpão que eu estava, ocupando uma área enorme.




Tudo estava disposto de forma bem organizada, às vezes em grupos de 2, de 4 ou de 5 conjuntos de videogames, em uma vitrine bem arrumadinha e com o nome escrito na parte de cima.






Pra quem gosta de videogames ou pegou essa era de ouro dos games clássicos é muito interessante, pois podemos ver jogos de quando éramos crianças, como Streets of Rage, Mortal Kombat, Sonic, Super Mario World e muitos outros.

Streets of Rage [Mega Drive].
Mortal Kombat [Super Nintendo].
Sonic 1 [Mega Drive].
Super Mário World [Super Nintendo].
Só de olhar um pouco já dá um tiquinho de saudade, e nos faz lembrar dos momentos em que jogamos esses jogos, como o mostrado abaixo:


Mas também tinham muitos jogos mais modernos, como Mario Kart, Soul Calibur, Fifa, dentre outros.


Mario Kart [Nintendo 64].
Soul Calibur [Xbox].
Fifa [Playstation 4].
Veja se um trailer como esse não alegra os olhos de um bom Gamer:



O que mais havia aqui eram jogos e videogames, mas não vou colocar mais fotos para não ficar cansativo e repetitivo. Outra coisa bem legal do Museu do Videogame era que dispuseram praticamente todos os videogames, desde os antigos até os mais atuais em vitrines, conforme você pode ver nos vídeos abaixo:

Vídeo 01


Vídeo 02


Vídeo 03


E aí!!?? Conhece todos os consoles? Além dos gravados nos vídeos acima, também haviam outros dispostos em linha reta:









E também possuíam velharias muito antigas, e que ainda estavam funcionando, como o avô de todos os consoles de videogame, o Telejogo.



Se você é mais novo certamente não vai se lembrar desse console, por isso, veja o vídeo do Edvan Fox para se lembrar desse clássico:



Veja um pouco mais da INVENTUM de Pato Branco através do vídeo do Vlog da Joana Novello:


Ainda não acabaram as atrações disponibilizadas por eles. Em uma delas estava esse simulador de corrida, bem interessante:



E pra fechar o Museu do Videogame a maior atração desse evento, a Motion Sphere, uma espécie de simulador de corrida bem moderno e original, que será mostrada com mais profundidade em outro dia, no qual eu também entrei dentro dela.


Motion Sphere, a maior atração da Expopato desse ano.
Outra coisa bem legal que estava próxima da Motion Sphere era um palco onde os visitantes podiam dançar e cantar músicas à vontade.


Às 13:00h voltei a trabalhar nas exposições externas do Museu Itinerante e fiquei ali por toda a tarde.













Quando deu às 16:00h dei uma parada rápida, comi um salgado e voltei a trabalhar.



Meu turno de serviço dessa vez estava para o período da manhã e da tarde, então parei de trabalhar às 17:00h. Como o pessoal da organização não se decidia e sequer sabia ao certo que horas o ônibus que ia nos buscar ia passar, resolvi esperá-los circulando mais um pouco pela feira enquanto os esperava.

Localização no Mapinha do Evento:



Estande do Zumbie Zoid











Esse jogo, o Zombie Zoid foi desenvolvido pelos próprios estudantes de lá do Paraná. Aproveitaram o console do Nintendo Wii para usar como controle desse game. O efeito do Slow Motion na hora que você perde também é bem legal, mas o jogo é super mega blaster difícil [para mim, que sou meio noob nesses tipos de jogos]!


I am a Noob Gamer!!!
Também avistei mais vários estandes de divulgação, mas não vou mostrar todos eles pra não ficar muito extenso esse post.















Estande da Vanttec








No Estande deles haviam dois Bonsais bem bonitinhos, um deles desejando "Prosperidade". Então desejo prosperidade a você.
Outro estande que visitei foi o da Vanttec, uma empresa que atua no mercado através da prestação de serviços de aerolevantamento utilizando-se de suas aeronaves não tripuladas [drones].

Estande da Tenda Click





Esse estande é bem interessante, nele disponibilizaram duas opções, na primeira você tira uma foto sua e a imprime, pagando uma pequena taxa, e na outra pode-se tirar 4 fotos que ficam nessa telinha. Bem legal!

Em algum ponto por ali fizeram até esse painel bem legal, que é uma espécie de rede social desenvolvida para os visitantes dessa feira.



O povo não cansava de dançar e pular no palco do evento.



O mais interessante desse palco é que você cadastrava o seu nome e ele automaticamente reconhecia quem era o participante, e ao final das músicas ainda rolava uma pontuação e o ranking dos melhores dançarinos.

E finalmente o último estande que visitei nesse dia.

Estande da Amper Net







O pessoal aqui é viciado em Games e o que não pode faltar por aqui são simuladores de corridas e outros jogos interessantes.

Depois de ir nesse último estande finalmente minha paciência se encheu, gosto de fazer tudo certinho e de forma bem organizada, tudo com hora certa e do jeito certo, mas essa ineficiência deles quanto a hora de nos levar de volta para o hotel e falta de informação certa por parte do pessoal do Museu Itinerante me irritou bastante [porque na hora de buscar para trabalhar nos pegavam na hora marcada sem nenhum problema], então deu a louca em mim e saí dali sem avisar ninguém do Museu e assim fiz uma longa jornada [a pé] rumo a Rodoviária de Pato Branco, meu objetivo era pegar o Busão para dar uma passada rápida na Argentina e voltar.

Então andei...





Andei mais...



... Comi meu último biscoito em minha posse enquanto andava ainda mais, cansado e suado... até que depois de pelo menos uns 40 minutos andando avistei a Rodoviária de Pato Branco.





Infelizmente meu desejo de dar uma passadinha na Argentina foi por água abaixo poucos segundos depois de eu chegar na Atendente do Terminal Rodoviário, ela disse que a Passagem custava mais ou menos uns R$ 60,00 e que de lá parte apenas um ônibus por dia, às 10:00h, o que tornava minha ida rápida para a Argentina inviável pra mim devido ao meu trabalho.

Mesmo estando bem cansado, suado e com fome preferi dar uma passada rápida no supermercado próximo dali pra comprar água, pois estava sofrendo muito prejuízo apenas comprando garrafinhas pequenas.



Dali tentei pegar um ônibus, mas não havia ponto nenhum que eu pudesse tomar de referência, então resolvi seguir novamente a pé até chegar no Hotel.





Demorei mais umas meia hora, mas finalmente cheguei ao meu destino. Ali tomei um bom banho [gelado novamente porque não conseguia entender de jeito nenhum como fazia para deixar a água quente nesse hotel] e às 21:30h fui ao lado do hotel para comer um lanche noturno bem leve.

Ledo engano!





Pedi o mais caro dos Hambúrgueres, acredito que se chamava X-Bacon alguma coisa, mas não imaginei que seria esse monstro aí! [Tive de tirar a foto usando a câmera de um colega que estava comendo ali porque tinha esquecido a minha câmera nessa hora]



Mas valeu a pena porque estava com muita fome e cansado. Voltei para o Hotel e descansei para mais um dia de evento.


Clique AQUI ou na imagem abaixo para ver a próxima parte do relato:


Clicar: [PARTE 05]

◔̯◔

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botão Voltar ao Topo