Menu Principal

terça-feira, 5 de julho de 2016

As 10 gangues mais perigosas do mundo

Conheça as Gangues mais perigosas do mundo.


São grupos bem organizados que se reúnem para cometer seus crimes com ideologias deturpadas, malfeitores preparados para desafiar a polícia e fazer da vida de suas vítimas e daqueles que vivem em seus domínios um verdadeiro inferno.

Para começar, assista a esse vídeo:



E agora saiba mais um pouco sobre cada uma dessas gangues.

10º Lugar - Os Mungiki
Quantidade de Membros: 100 mil.
Atuação: Quênia.


Os Mungiki promovem a circuncisão feminina e são acusados de ter degolado mais de uma dezena de pessoas na capital e outras partes do Quênia nos últimos três anos. A seita dos Mungiki é formada por militantes do maior grupo étnico do Quênia, os Kikuyu.

9º Lugar - Yamaguchi-gumi
Quantidade de Membros: 23 mil. É a maior facção da Yakuza, a Máfia Japonesa.
Atuação: Japão, Estados Unidos e México.


A Yakuza são membros dos grupos de organização criminosa transnacional originários do Japão. Os Yakuza são notórios por seus códigos de conduta estritos e natureza muito organizada. Eles têm uma grande presença na mídia japonesa e agem internacionalmente com um número estimado de 103.000 membros.

8º Lugar - Os Crips
Quantidade de Membros: 30 mil.
Atuação: Estados Unidos.


Essa gangue foi fundada em Los Angeles [Califórnia - EUA] por 2 jovens afro-americanos. O que era inicialmente uma sigla de gangue passou a ser uma das maiores e mais poderosas gangues de rua dos Estados Unidos, e do mundo também.

A gangue é conhecida pelo envolvimento em assaltos, assassinatos e tráfico de drogas, entre outros crimes e também pelo hábito de seus integrantes vestirem roupas de cor azul. Contudo, essa prática está sendo abandonada por causa da facilidade da polícia em identificar os membros da gangue.

Esta gangue também é conhecida por ter uma intensa e amarga rivalidade com os Bloods, com as gangues de Chicago e com algumas gangues latinas.

7º Lugar - Os Bloods
Quantidade de Membros: 15 mil.
Atuação: Estados Unidos.


Os Bloods são uma das gangues estadunidenses com origem na cidade de Los Angeles, Califórnia. São reconhecidos por seus membros usarem a cor vermelha e seu símbolo com os dedos que formam a palavra "Blood" [sangue em português].

Os Bloods são formados por vários sub-grupos conhecidos como "sets" que possuem características próprias como estilo das roupas, cores e operações. Desde sua formação os Bloods já se espalharam por todos os Estados Unidos, e também influenciaram vários grupos de jovens a usar o mesmo nome na Europa.

6º Lugar - Los Aztecas
Quantidade de Membros: 8 mil.
Atuação: Estados Unidos e México.


O Bairro Asteca ou Los Aztecas é um grupo mexicano-americano baseado originalmente em el Paso, Texas. A gangue foi formada nas prisões de El Paso em 1986 e expandiu-se em uma organização criminosa transnacional.

Atualmente são as gangues mais violentas dos Estados Unidos e possuem membros em locais como Novo México, Texas, Massachusetts, Pensilvânia e Ciudad Juarez, no México. Estimasse que 70% da cocaína que entra nos Estados Unidos flui através de uma das áreas que esse grupo atua.

5º Lugar - Irmandade Ariana
Quantidade de Membros: 15 mil.
Atuação: Estados Unidos.



A Irmandade Ariana também é conhecida como "A Marca", o "AB", "Alice Baker" ou "One-Two". É uma quadrilha de supremacia branca e crime organizado dos Estados Unidos e conta com mais de 15 mil membros dentro e fora dos presídios.

A AB tem foco sobre atividades econômicas típicas de entidades do crime organizado, especialmente o narcotráfico, extorsão, assassinatos de aluguel, prostituição e estupro carcerário.

Como a maioria das gangues de prisão, os membros da Irmandade se marcam com tatuagens distintas. Os desenhos geralmente incluem as palavras "Aryan Brotherhood", "AB", "666", simbolismo nazista, como runas Schutzstaffel e suásticas, bem como trevos e iconografia celta.

4º Lugar - PCC
Quantidade de Membros: 6 mil no Sistema Penitenciário e 1,6 mil em liberdade.
Atuação: Brasil, Bolívia e Paraguai.



O PCC [ou Primeiro Comando da Capital] é uma organização criminosa do Brasil. O grupo comanda rebeliões, assaltos, sequestros, assassinatos e narcotráfico. A facção atua principalmente em São Paulo, mas também está presente em 22 dos 27 estados brasileiros, além de países próximos, como Bolívia e Paraguai. É considerada a maior organização criminosa do país.

Ela é financiada principalmente pela venda de maconha e cocaína, mas roubos de cargas e assaltos a bancos também são fontes de faturamento. O grupo está presente em 90% dos presídios paulistas e fatura cerca de 120 milhões de reais por ano.

3º Lugar - Gangue da Rua 18
Quantidade de Membros: 65 mil.
Atuação: América Central, Estados Unidos, México e Espanha.


Criada nas ruas de Los Angeles por refugiados de conflitos civis da América Central, a gangue Calle 18 [Rua 18] – ao lado de sua mais ferrenha rival, a MS-13 – logo estendeu suas operações criminosas a seus países de origem. No início dos anos 2000, a gangue foi responsável por uma onda de crimes em El Salvador e países vizinhos.

Suas principais atividades giram em torno do tráfico de drogas, assaltos, incêndios, roubos, sequestros, tráfico de armas e de seres humanos, roubos, assassinatos, extorsão, imigração ilegal, jogo ilegal, falsificação de documentos de identidades e fraudes.

2º Lugar - MS-13
Quantidade de Membros: 70 mil.
Atuação: Estados Unidos e América Central.


Mara Salvatrucha ou MS-13 é uma gangue formada principalmente por salvadorenhos que atua nos Estados Unidos e na América Central. Existem indícios de que tenha ramificações também no Canadá e na Espanha.

Seus membros se identificam pelos sinais MS, que fazem com as mãos, e pelas tatuagens pesadas [que incluem o "MS-13"] espalhadas pelo corpo, inclusive na testa. As ramificações centro-americanas se fortaleceram após a deportação maciça dos integrantes da Mara Salvatrucha que atuavam nos Estados Unidos para seus países de origem. Muitos deles tinham há muito perdido os vínculos com sua terra natal, já que moravam nos Estados Unidos há décadas. 

Vale salientar que a MS-13 possui forte rivalidade com a Gangue da Rua 18 nas disputas de território, o que faz com que Honduras tenha uma das maiores taxas de homicídio do mundo, com uma média de 20 mortes por dia.

1º Lugar - Los Zetas
Quantidade de Membros: 3 mil.
Atuação: México.



Essa é uma organização criminosa do México, um dos mais conhecidos carteis do país.

O grupo foi formado em 1999 por desertores da tropa de elite do exército mexicano, atuando inicialmente como braço armado do Cartel do Golfo contra o rival Cartel de Sinaloa até 2010, ano em que ocorre a ruptura e sua ascensão como organização independente, provocando uma intensa rivalidade com seus antigos empregadores.

A organização faz uso de armamentos e equipamentos sofisticados, bem como o emprego de estratégia militar de alta complexidade em suas operações. São reconhecidos também por cometerem atrocidades como mutilação, decapitação, tortura e esquartejamento. 

Além do tráfico de drogas, a organização também inclui em suas atividades criminosas assassinatos, sequestros e extorsões de estrangeiros assim como o Estado Islâmico no Oriente Médio.



Se tiver gostado e quiser ver mais postagens dessa mesma Coleção, clique no álbum abaixo:


Boa sorte e até a próxima [ou se desejar, fique mais um pouco e veja alguns dos posts sugeridos logo abaixo].


Fontes Pesquisadas:


Não deixe de ver também:

- O que aconteceria uma bomba nuclear caísse em São Paulo? Clique AQUI ou na imagem abaixo:


- Por onde andam as gêmeas Mary-kate e Ashley? Clique AQUI ou na imagem abaixo:



- Motivos que fazem estrangeiros detestarem o Brasil que irão irritá-lo profundamente. Clique AQUI ou na imagem abaixo:



- Não quero ir lá. Clique AQUI ou na imagem abaixo:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botão Voltar ao Topo