Menu Principal

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Ratel, o animal mais destemido do mundo

Não se engane com a aparência inofensiva e o porte modesto do Ratel.


Esse é um animal capaz de atacar [e comer] cobras venenosas, ficar no meio de leões famintos [e sobreviver], entrar em colmeias infestadas de abelhas e ainda cometer outras loucuras para obter seu alimento.


O Ratel [ou Texugo do Mel] é um mamífero que vive em algumas regiões da África e da Ásia, sendo muito destemido, chega a atacar animais muito maiores do que ele.

Distribuição Geográfica do Texugo do Mel no mundo.
Se parecem muito com um gambá, com sua pelagem preta [ou marrom] contrastando com sua grande listra branca. Parente dos texugos, também possuem unhas afiadas e gostam de cavar a terra atrás de larvas, minhocas e outros insetos.


Mas não é apenas disso que se trata seu cardápio. O Ratel também come qualquer outra coisa que se mova, incluindo escorpiões e cobras venenosas. São loucos por mel, por isso são capazes de invadir colmeias infestadas de abelhas para apreciar seu alimento favorito.

Saiba um pouco mais do comportamento desse animal através desse vídeo:



Ainda não parece uma loucura? Saiba que o Ratel é capaz de entrar no meio de vários leões famintos e ainda sobreviver:




E que tal enfrentar zebras? Ameaçar um Chacal? Ou então devorar algumas cobras venenosas?



As táticas de caça e batalha do Texugo do Mel são impressionantes. Eles são animais muito inteligentes, sendo capazes de estudar e encontrar os pontos fracos de seus adversários [inclusive, quando machos da espécie lutam entre si eles procuram atacar o outro nos testículos]. Outro exemplo: quando estão caçando cobras o Ratel procura ficar em ângulos desfavoráveis às mesmas, de forma que ela não possa reagir à um ataque vindo daquela direção e ele consiga captura-la. 


Vale citar que a habilidade de escalar árvores também é importante para os Ratéis, já que dessa forma é possível encontrar pássaros para predar, além de ovos e uma boa sombra para se proteger do árido clima da região em que vivem.
Os Texugo do Mel também possuem extrema habilidade na hora de cavar, sendo possível encontrar animais subterrâneos para predar. Outro fator que o auxilia a encontrar suas presas é seu incrível olfato, aproximadamente 100 vezes mais potente que o olfato humano. E ainda são habilidosas como as lontras na hora de nadar para caçar suas presas.



Quando encurralado, o Ratel não irá exitar em encarar de forma bem hostil seu agressor, exibindo sua dentição e dando passos para frente e para trás como se estivesse ameaçando atacar, surpreendendo ou até intimidando seus predadores.


E aí! Vai encarar essa fera?
Se essa tática falhar eles ainda podem ativar sua glândula anal, liberando seu odor sufocante. E se isso ainda não for suficiente e o Ratel for capturado ele ainda poderá contar com sua pele grossa [que inclusive é mais espessa na parte do pescoço] para protegê-lo de agressões físicas como garradas e mordidas de seus predadores.

Como visto nos vídeos, isso fez com que muitas das vezes eles conseguissem escapar quase ilesos dos predadores mesmo após serem acertados diversas vezes por animais muito maiores do que eles.




O Ratel é um excelente predador, mas nunca perde a oportunidade para conseguir algum alimento "mais facilmente", então eles são extremamente carniceiros. Eles comem todas as partes do corpo de suas presas e carcaças que encontram pelo caminho, devorando inclusive ossos, cabelo, pelos, pele e penas.

Também são ladrões de presas alheias, roubam o alimento de diversos predadores, incluindo leopardos [uma das maiores ameaças aos Texugos do Mel], mesmo quando eles guardam a carcaça da presa na copa das árvores e ainda de outros animais maiores ou menores do que eles.



O acasalamento não é estritamente reservado para uma determinada estação, mas normalmente ocorre entre setembro e outubro. Depois de um período de gestação de cerca de 6 meses, de 1 a 4 filhotes nascem, sendo geralmente 2 filhotes. Estes nascem sem pelos, cegos e falta a coloração do Ratel adulto.


É um fofinho como esses que irá virar um destemido Ratel no futuro.
Se tornam adultos em torno de 8 meses de idade, mas permanecem com sua mãe até perto dos 14 meses de idade. Estimasse que seu tempo de vida na natureza seja entre 7 e 9 anos, embora indivíduos em cativeiro sejam capazes de viver cerca de 24 anos.

Esse costuma ser um animal solitário, mas também tem sido observado em pequenos grupos, que geralmente são compostos por cerca de três membros, sendo provavelmente pequenas famílias.



Se quiser conhecer outros posts dessa mesma categoria clique na Coleção abaixo:


Boa sorte e até a próxima!
Fontes Pesquisadas:


Não deixe de ver também:

- Top10 as raças de cães mais caras do mundo. Clique AQUI ou na imagem abaixo:


- A Ararajuba, símbolo da Amazônia. Clique AQUI ou na imagem abaixo:


- Cinco incríveis curiosidades que você não sabia a 5 minutos atrás. Clique AQUI ou na imagem abaixo:


- Pinturas e Desenhos de Lindas Paisagens. Clique AQUI ou na imagem abaixo:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botão Voltar ao Topo