Menu Principal

terça-feira, 2 de agosto de 2016

As Criaturas mais mortais da Amazônia

A floresta tropical da Amazônia é um ecossistema gigante que fornece habitat a criaturas tão extraordinárias e maravilhosas quanto jaguares, sapos venenosos e serpentes.


Mas esses não são os únicos seres que habitam essa floresta. Conheça agora criaturas terríveis e sedentas de sangue, os seres mais mortais da Amazônia.

Comece assistindo uma excelente matéria produzida pelo Canal #Refúgio Mental:


E agora fique com mais fotos dessas criaturas espetaculares, e saiba mais um pouco do que elas são capazes de fazer:

10) Jacaré-Açu




O Jacaré-Açu normalmente se alimenta de pequenos animais como tartarugas, peixes, capivaras e veados. Mas os adultos também são capazes de predar qualquer outro animal de seu habitat, inclusive outros predadores do topo da cadeia alimentar como onças, pumas, jiboias e sucuris se forem surpreendidos por esses animais.

9) Sucuri



A Sucuri é a maior serpente do mundo e pode viver até 30 anos, podendo ultrapassar os 10 metros com 30 cm de diâmetro. Existem muitas narrativas sobre ataques dessas serpentes a seres humanos, no entanto em sua maioria os casos são fictícios, principalmente no que se diz a respeito do tamanho real do animal.

Entretanto já foram documentados ataques reais com vítimas humanas, como de um menino índio de 12 anos que foi devorado por uma sucuri de grande porte nos anos 80 e de adultos nativos que estavam embriagados a beira do rio e foram sufocados e afogados antes de serem devorados pela cobra.

8) Arapaima




A Arapaima ou Pirarucu é um peixe amazônico que mede cerca de 3 metros de comprimento e pode pesar mais de 180 kg. Ainda possui uma incomum qualidade para um peixe, a capacidade de respirar ar.

Essa façanha é possível graças a um pulmão primitivo que os pirarucus possuem em conjunto com um sistema de emalhar, que lhes permite respirar debaixo d'água. Esses peixes desenvolveram essa função porque normalmente vivem em cursos d'água pobres em oxigênio.

7) Ariranha


Não se engane com esses olhinhos serenos e fofos dessa criaturinha que mede cerca de 180 cm de comprimento, dos quais 65 cm compõem apenas sua cauda. As ariranhas em geral comem peixes como bagres e piranhas, mas em momentos de escassez de alimentos podem caçar até jacarés e cobras como as sucuris. Um bando é capaz de devorar um jacaré inteiro, incluindo os ossos em menos de 1 hora.


6) Candiru




O Candiru é encontrado no Rio Tocantins, no Rio Madeira e nos seus afluentes e tem uma péssima reputação entre os nativos da região por ser o peixe mais temível naquelas águas, até mais que uma piranha.

A espécie cresce até dezoito centímetros e tem forma de enguia, tornando-o quase invisível na água. O candiru é um parasita e nada até as cavidades das guelras dos peixes e se aloja lá, se alimentando de sangue nas guelras, recebendo assim o apelido de "peixe-vampiro".

O peixe tenta localizar seu hospedeiro seguindo naturalmente o fluxo da água, com cheiro ou temperatura diferentes, por isso urinar ao se banhar aumenta as chances de uma penetração involuntária desse predador.

5) Tubarão-Touro



O Tubarão-Touro se alimenta de peixes [incluindo outros tubarões], raias, caranguejos, lagostas, polvos e lulas. Eles vivem nas profundezas do Oceano, mas são capazes de ficar vivos na água doce dos rios. Os seus dentes afiados bem visíveis na boca do animal dão a ele um aspecto bem ameaçador, mas na verdade foram registrados poucos ataques contra humanos.

Como são predadores de topo, tendem a ter uma grande vantagem em relação a outros animais da cadeia alimentar, tendo poucos predadores naturais, e como qualquer tubarão eles possuem receptores perto da narina que ajudam a detectar sua presa através de pequenas vibrações que elas emitem dando a exata localização dela.

4) Enguia Elétrica



Podendo chegar aos 3 metros de comprimento e pesar cerca de 30 kg, a Enguia Elétrica ou Poraquê é capaz de gerar uma descarga elétrica que varia de cerca de 300 volts e 0,4 Amperes até cerca de 1.500 Volts e 3 Ampares, o suficiente para matar até um cavalo.

Essas descargas são produzidas por células musculares especiais [eletrócitos]. Cada célula nervosa típica gera um potencial elétrico de cerca de 0,14 Volt. Essas células estão concentradas na cauda, que ocupa quatro quintos do comprimento total do peixe.

A maior parte desta energia expressiva é canalizada para o ambiente, não afetando o indivíduo, o qual possui adaptações especiais em seu corpo, ficando assim, como que isolado de sua própria descarga.

3) Piranha de Barriga Vermelha



Esses peixes habitam as bacias do Rio Amazonas, Paraná e São Francisco, possuem coloração avermelhada, com cabeça e dorso acinzentados e chegam a medir até 30 cm de comprimento, mas nem por isso deixam de ser um dos peixes de água doce mais ferozes do mundo com seus dentes afiados capazes de arrancar pedaços de suas presas e outros animais mortos com facilidade.

As Piranhas de Barriga Vermelha costumam viver em rios e lagoas de águas barrentas em cardumes que variam de poucos até centenas de indivíduos. É uma espécie piscívora e como forma grandes cardumes podem ser muito perigosas em determinadas situações.

2) Payara



Também conhecida como o peixe vampiro no Brasil, e com razão, a Payara [ou Pirandira] é um peixe verdadeiramente feroz, capaz de devorar peixes de até metade do seu tamanho, tendo em conta que podem crescer 1,2 metros de comprimento.

Grande parte da sua dieta é composta de piranhas, o que nos dá a ideia de quão duro esses inimigos dentuços podem ser. Seu nome vem de suas presas que brotam de seu maxilar inferior, que podem crescer até 15 cm de comprimento e que usam facilmente para empalar a presa depois de violentamente se lançar contra elas. Seus dentes são tão grandes, de fato, que eles têm buracos especiais em sua mandíbula superior para evitar que se espetem.

1) Tambaqui


Sim, essa se parece mais com uma dentição humana, mas é do Tambaqui mesmo!
Também conhecido como Pacu Vermelho, é um peixe de água doce e de escamas com corpo romboidal, nadadeira adiposa curta com raios na extremidade e dentes molariformes que mais se parecem com os dentes de um ser humano.

É um peixe nativo da Amazônia, podendo pesar até 55 kg e até pouco tempo era encontrado apenas por lá. No entanto a piscicultura [criação de peixes] espalhou estes animais pelo mundo e há cada vez mais relatos de Pacus-Comedores-de-Testículos sendo pescados em ambientes naturais do mundo todo.


Se quiser conhecer outros posts dessa mesma categoria clique na Coleção abaixo:


Boa sorte e...


Fontes Pesquisadas:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Jacar%C3%A9-a%C3%A7u
http://www.einerd.com.br/10-motivos-para-voce-nunca-ir-ao-rio-amazonas/
https://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&sl=en&u=http://www.amazon-angler.com/payara/4577908496&prev=search
http://mundoemcolapso.blogspot.com.br/2012/08/o-pacu-comedor-de-testiculos-esta-se.html
https://pt.wikipedia.org/wiki/Tambaqui

Não deixe de ver também:

- Top10 as raças de cães mais caras do mundo. Clique AQUI ou na imagem abaixo:


- Ratel, o animal mais destemido do mundo. Clique AQUI ou na imagem abaixo:



- Conheça o Monte Huashan, a trilha mais perigosa do mundo. Clique AQUI ou na imagem abaixo:



- Paisagens Surreais pelo Mundo. Clique AQUI ou na imagem abaixo:



4 comentários:

  1. Respostas
    1. Que bom que você gostou. Estou me esforçando pra trazer coisas interessantes e de qualidade pra vocês.

      Excluir
  2. Tubarão touro = tubarão cabeça-chata, que é o nome mais conhecido no Brasil.

    ResponderExcluir

Botão Voltar ao Topo