Menu Principal

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Como as pessoas daltônicas enxergam o mundo?

Acredita-se que uma em cada dez pessoas na Terra é daltônica, mas a maioria delas sequer faz ideia disso!



Hoje descobriremos porque isso acontece e como uma pessoa vê o mundo, e ainda as causas que ocasionam esse problema.

Começaremos por esse vídeo do canal #Refúgio Mental, que explica como os daltônicos enxergam o mundo, o porquê disso acontecer e também um teste para saber se você é ou não é daltônico.



E aí? Passou no teste? Para ficar mais fácil de perceber a diferença, observe no vídeo abaixo como uma pessoa normal e uma com daltonismo enxergam o mundo:



Se tiver gostado e quiser ver mais postagens dessa mesma Coleção, clique no álbum abaixo:


Boa sorte e até a próxima!


Não deixe de ver também:

- O que é o DNA e como ele funciona? Clique AQUI ou na imagem abaixo:



- Aprenda como os animais enxergam o mundo. Clique AQUI ou na imagem abaixo:


- As 10 mordidas e picadas de inseto mais doloridas do mundo. Clique AQUI ou na imagem abaixo:



- O que aconteceria uma bomba nuclear caísse em São Paulo? Clique AQUI ou na imagem abaixo:



2 comentários:

  1. Olá Thiago !
    Acho sempre muito interessantes os assuntos abordados por você. Dessa vez, o que mais me chamou a atenção foi o "daltonismo", isso pois, meu pai é daltônico e eu piloto de seronaves. Ou seja, sabendo que ele não distinguia as luzes de um semáforo, apenas se valia de suas posições e qual estava acesa (CNH comprada, só pode !), eu temia ter algum tipo de daltonismo, o que me reprovaria de imediato nos enxames médicos do CEMAL ! Por sorte, ou minha mãe "pulou a cerca", ou a hereditariedade não me afetou nesse aspecto !
    Graças a abordagem, pude entender melhor o mal gosto para cores de roupas do meu pai...
    Um forte abraço !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que te ajudou, isso realmente explica muita coisa mesmo, mas só quem tem o problema sabe de verdade como o mundo é ligeiramente diferente.

      Excluir

Botão Voltar ao Topo