Menu Principal

domingo, 16 de outubro de 2016

Conheça cinco animais pré-históricos ainda vivos nos dias de hoje

Quando pensamos sobre fósseis, provavelmente o que a gente imagina são criaturas mortas há muito tempo que deixaram seus registros fósseis impressos em alguma pedra, galho, lama ou na terra.


Mas algumas dessas antigas espécies ainda estão vivas nos dias de hoje e são conhecidas pelos cientistas como verdadeiros "fósseis vivos", animais que mantiveram sua aparência e características mesmo depois de milhões de anos. 

Conheça então cinco dessas incríveis criaturas.


Para começar, assista a esse vídeo do Canal Poligonautas:



E agora, saiba mais um pouco sobre cada uma delas:

5) Rã Roxa / Sapo Roxo


Essa espécie de sapo é endêmica do Sul da Índia e foi descoberta apenas em 2003, sendo considerada um fóssil vivo. Sua origem remonta a mais de 100 milhões de anos, quando a Índia, as Seychelles e Madagascar formavam uma única massa de terra.

Comparado com outros sapos, o sapo-roxo tem um corpo mais arredondado, uma cabeça relativamente pequena e um nariz pontiagudo pouco usual, que lhe confere uma aparência única.





Passa a maior parte do ano no subsolo, emergindo apenas cerca de duas semanas, para acasalar. Foi este estilo de vida “escondido” que lhe permitiu passar despercebido dos biólogos durante tantos anos.

O sapo roxo se alimenta essencialmente de térmitas, esse bichinho aqui:


4) Límulo


Os límulos são normalmente encontrados no Golfo do México e ao longo das costas do Atlântico Norte [Baía de Delaware], para onde comumente migram ano após ano. Durante toda a primavera esses animais sobem, aos milhares, até as praias para desovar, durante as marés altas, nas noites de lua nova e cheia. 

As fêmeas desovam em média 20.000 ovos por cova que cavam na areia da praia. as larvas eclodem após duas semanas. Podem atingir os 50 cm. Alimentam-se de moluscos, vermes e outros invertebrados. Seu habitat são as águas marinhas costeiras rasas, sobre fundos arenosos e lodosos.

Evento de acasalamento de Limulus polyphemus em uma praia dos EUA.
Estes animais são extremamente valiosos como espécies para a comunidade de pesquisas médicas. Desde 1964 uma substância feita através do sangue [que é azul] dos Límulos, chamada LAL [Limulus Amebocyte Lysate, em inglês] vem sendo testada contra endotoxinas bacterianas e na cura de várias doenças causadas por bactérias.

Os animais podem ser devolvidos à água após a extração de uma certa quantidade de seu sangue, fazendo com que essa busca não se torne um risco à sobrevivência destes artrópodes.


3) Tuatara


A Tuatara é um réptil nativo da Nova Zelândia. Se parece com um lagarto, mas não é. Essa espécie é especial porque é a única sobrevivente do antigo grupo de répteis que vivia na Terra na época dos dinossauros. A maioria morreu há muito tempo, sobrando apenas algumas poucas espécies na Nova Zelândia, por conta disso as Tuataras são consideradas como fósseis vivos.

Possuem uma média de vida de cerca de 60 anos, com alguns indivíduos vivendo por pouco mais de 100 anos. Elas sobrevivem nesse país por conta do clima frio. Não gostam quando a temperatura atinge os 28ºC e sua temperatura preferida é em torno dos 5ºC.



As Tuataras adultas são ativas durante a noite e dormem durante o dia. Caçam à noite, e comem insetos [especialmente wetas], vermes, lesmas, milípedes e sim, tuataras jovens! Para evitar de se tornarem o lanche de seus próprios pais ou de alguma impiedosa tuatara adulta os filhotes precisam se esconder embaixo de troncos de árvores e pedras, descansando durante a noite e só saindo durante o dia.



As tatuaras são capazes de sobreviver em temperaturas bem mais baixas que os outros répteis. Elas hibernam no inverno e são ativas mesmo quando a temperatura cai para apenas 5ºC.

Uma curiosidade interessante é que a temperatura corporal da tatuara é cerca de 5ºC, enquanto a da maioria dos répteis têm cerca de 20ºC como temperatura corporal. Essa baixa temperatura corporal é uma das coisas que faz com que elas consumam energia bem lentamente.



Outro ponto interessante é que elas possuem três olhos. O terceiro é diferente dos outros: é pequeno, fica no topo da cabeça, debaixo da pele em adultos, só é visível em tatuaras bebês. 

Esse terceiro olho do lagarto desempenha uma função fundamentalmente reguladora na atividade do animal, atuando sobre os ciclos de atividade diária e sazonal. Especificamente, esse olho influencia o tempo de exposição à luz do sol, a taxa de deslocamento e a seleção de ambientes para termorregulação dos lagartos. Assim, esse órgão age indiretamente como um medidor de luz e temperatura, indicando se as condições ambientais estão ou não adequadas às atividades da tatuara.

2) Bicho-pau da Ilha Lord Howe


Apesar dos cientistas acharem que ela tinha sido extinta por volta de 1920 em decorrência da introdução de ratos em seu habitat, na Ilha Howe, entre a Austrália e a Nova Zelândia, essa espécie de bicho pau reapareceu em 2001 a 22 km de distância de sua ilha de origem, num paredão de rochas chamado Ball's Pyramid.

É considerado o inseto mais raro do mundo e coexistiu com os dinossauros no período Jurássico, cerca de 200 milhões de anos atrás. Tem um comportamento diferente para um inseto: machos e fêmeas vivem juntos, sendo que o macho segue a fêmea em todas as suas atividades, e inclusive dorme junto com sua fêmea.




Podem atingir os 15 cm de comprimento e 1,5 cm de largura. Quando pequeno são verdes e ativos durante o dia, e depois de adultos ficam pretos e passam a ter hábitos noturnos.

1) Tubarão Duende


Essa é realmente uma criatura de aparência muito estranha. Possui um focinho distintamente longo e plano, assemelhando-se à uma lâmina de espada, coberto com órgãos com sensores especiais [ampolas de Lorenzini] que o ajudam a detectar campos elétricos em águas escuras e profundas.

Mas mais estranho ainda são suas mandíbulas altamente projetáveis, podendo ser estendidas até quase o focinho, ajudando assim na emboscada de peixes, lulas e crustáceos. Podem chegar até 3,8 m de comprimento. Têm uma coloração rosa, devido aos vasos sanguíneos debaixo de sua pele serem semi-transparentes.

Veja novamente como sua mordida é bem estranha:


É um tubarão de movimentos lentos, que vive em alto mar, e em profundidades de até 1.300 metros. Raramente é visto na superfície ou em águas costeiras rasas. Já foram avistados no oeste do Oceano Índico, no Pacífico Ocidental e na maior parte do Atlântico.

Acredita-se que os tubarões-duende sejam ovovíparos, embora nunca tenham capturado uma fêmea prenha. Os registros mostram que as fêmeas adultas visitam a costa leste de Honshu durante a primavera, o que poderia estar relacionado com padrões de reprodução.


Essa espécie também está listada como ameaçada de extinção e é um dos poucos e verdadeiros fósseis vivos que ainda habitam os oceanos nos dias de hoje.


Se deseja conhecer outras postagens dessa mesma coleção, clique no álbum abaixo:


Além de serem interessantes, estes animais também nos ajudam a entender a história da evolução, como aconteceu, e como continua acontecendo.


Não deixe de ver também:

Conheça alguns dos insetos mais surpreendentes do mundo. Clique AQUI ou na imagem abaixo:


Será que um dia seremos capazes de fazer um parque como Jurassic Park? Clique AQUI ou na imagem abaixo:



Os Tratamentos Médicos mais estranhos do mundo!! Clique AQUI ou na imagem abaixo:



Aprecie um pouco da beleza negra em pouco mais de 50 fotos. Clique AQUI ou na imagem abaixo:



3 comentários:

  1. Tg é meio perigoso,vc induzir as pessoas verem fotos de mulheres sensuais.Cuidado,com seus olhos!

    ResponderExcluir
  2. Tg é meio perigoso,vc induzir as pessoas verem fotos de mulheres sensuais.Cuidado,com seus olhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não te entendi direito. O post fala sobre animais. E creio eu que a maioria seja bem feinha! Agora se for quanto a um dos posts relacionados não tem nada relacionado a pornografia e a sensualidade das mulheres é bem leve. Leve o suficiente para que uma criança novinha veja sem maiores problemas. Pois o foco é na beleza das mulheres e não há nada xulo ou apelativo, pode ficar tranquilo.

      Excluir

Botão Voltar ao Topo