Menu Principal

sexta-feira, 7 de julho de 2017

A importância da cor verde na natureza

Convenhamos, a cor verde para os animais é relativamente comum, mesmo assim não deixa de ter suma importância para o reino animal.


Essa é a ideia desse post, reunir animais comuns e não comuns da cor verde para que possamos conhecer melhor a importância dessa cor para a vida animal.


O verde é a cor da vida, do dinheiro e da Irlanda. E para os animais listados abaixo, é também uma maneira de se mesclar e camuflar um pouco com a natureza ao seu redor. Dito isso, vamos conhecer esses animais incríveis e o porquê de ser verde ser importante para eles:

Insetos Verdes



Os insetos são os imitadores verdes originais, adotando a sombra predominante das plantas em que vivem como forma de se esconder dos predadores e das suas presas.



Besouros, lagartas, aranhas e mocas são alguns dos animais que mais incorporam pigmentos verdes em seus exoesqueletos e peles. Uma conquista incrível em correspondência de cores que evolui de forma incremental ao longo de centenas de milhões de anos.


Um dos maiores insetos de cor verde é o Louva-a-deus. Aproximadamente 2.400 espécies de louva-a-deus já foram identificadas e todas elas são exclusivamente predadoras. Eles são predadores agressivos que caçam principalmente moscas e afídios. A caça é feita em geral de emboscada, que é facilitada pelas capacidades de camuflagem do louva-a-deus.


Peixes Verdes

Em contraste com os insetos que abraçaram a cor verde enquanto viviam em um mundo verdejante da vida vegetal, os animais dos oceanos, lagos e rios geralmente são matizados, exceto verdes. Os exemplos de vida marinha verde abaixo devem muito às condições de iluminação ambiente para seus matizes biliosos.


Existem algumas excepções excepcionais à regra da raridade da cor verde nas criaturas do mar, como a Elysia chlorotica, uma pequena lesma do mar que é verde devido à presença de clorofila. Essas lesmas habitam principalmente a costa leste da América do Norte, entre a Nova Escócia e a Flórida.

Este molusco se tornou conhecido por ser o primeiro animal que mostrou a capacidade de realizar a fotossíntese depois de se alimentar da Vaucheria litorea, uma alga marinha, e roubar-lhe os cloroplastos através de um processo conhecido como cleptoplastia. Porém, essa capacidade não é passada de geração em geração e para que se mantenha, a lesma deve continuar a alimentar-se da alga ou, como foi provado, roubar igualmente os genes necessários.

Elysia chlorotica.
Sapos Verdes


Como são anfíbios, os sapos são capazes de respirar ar, mas precisam de fontes de água para manter suas peles úmidas e atuarem como meio de crescimento para os estádios de larvas. 

Como tal, rãs são geralmente encontradas em florestas tropicais e zonas úmidas, onde ser verde serve como uma forma natural de camuflagem. Os sapos verdes podem ser listrados, manchados e, no caso de rãs verdes reais, verde sólido.


As rãs de árvores estão entre os mais verdes dos sapos. Em muitos casos, no entanto, suas brilhantes peles verdes são complementadas por grandes olhos bulbosos de cor contrastante. 


Lagartos Verdes

Anolis carolinensis.
Os lagartos freqüentemente exibem coloração verde brilhante para ajudá-los a se misturar com a flora dentro da qual eles comem, dormem e vivem suas vidas. Muitos donos de animais estão familiarizados com os lagartos verdes de Anole, animais de estimação populares que são originários do sudeste dos Estados Unidos. Anoles não são camaleões, mas podem mudar a cor da pele em uma ampla gama de verde brilhante a marrom escuro para combinar com seu habitat local.


Tartarugas Verdes


As tartarugas verdes podem ser encontradas em todas as águas oceânicas mais quentes do mundo e possuem uma vida estimada de até 80 anos. Elas podem crescer em tamanhos enormes: o mais pesada registrava tinha 397 kg. São capazes de migrar distâncias extremamente longas de suas áreas de alimentação para suas praias de nidificação preferidas.

Apesar de uma tonalidade decididamente mais verde do que as outras grandes tartarugas marinhas, as tartarugas verdes recebem seu nome não do lado de fora, mas do seu interior. Especificamente, as tartarugas têm uma camada de gordura verde-tecida que separa seus órgãos internos do lado interno da carapaça.



Cobras Verdes




Existem cobras que exibem alguns dos tons mais bonitos de verde visto em qualquer criatura verde. A pigmentação verde das cobras tem menos a ver com suas espécies do que com seu habitat, que, como outros animais, a coloração esverdeada faz com que a camuflagem seja mais efetiva, seja para jantar ou se evitar de ser a comida de algum outro predador.


Uma das serpentes de cor verde mais perigosa e a Mamba-verde-oriental, uma cobra arborícola e diurna, nativa do sudeste da África. Elas são os membros mais pequenos da família das mambas, medindo cerca de 1,8 metros, com relato de espécies que chegaram aos 3,7 metros.

São verdes, brilhantes, compridas e finas e alimentam-se principalmente de aves jovens, ovos de aves e pequenos mamíferos. E ocasionalmente ainda podem se alimentar de outros répteis, como os camaleões.



Pássaros Verdes


O pássaro da foto acima é um Furriel, que é encontrado no Panamá e na parte norte da América do Sul. Se estamos procurando em pássaros literalmente verdes, a família dos papagaios seria um excelente começo. A coloração verde nas aves vai desde os periquitos comuns a até papagaios amazônicos surpreendentemente bonitos e inteligentes. Esses pássaros grandes e altos se destacam por suas penas predominantemente verdes com traços de vermelho, amarelo e azul.


Lóris-verde-de-peito-escamoso.
Grande Arara Verde.
Periquito Tuim.
Papagaio-verdadeiro.

Se deseja conhecer outras postagens dessa mesma coleção, clique no álbum abaixo:


E como nosso foco do dia foi a cor verde, pra fechar com chave de ouro só faltou saber um pouco mais sobre as Pontes Ecológicas.



Para se evitar o risco de acidentes tanto para os seres humanos quanto para os animais nas estradas, alguns países estão investindo em verdadeiras pontes ecológicas, que literalmente são um tapete verde de vegetação que passa por cima da estrada como uma ponte normal, mas feitas de uso exclusivo para os animais.

Veja como são algumas delas:


Grevesmühlen, Alemanha.
Reserva Wachtung, New Jersey, Estados Unidos.
Banff National Park, Alberta, Canadá.
Vale lembrar que essas pontes não precisam necessariamente ser um tapete vegetal para os animais, elas também podem ser construídas de maneiras diferentes, desde que sirvam para o seu principal propósito: proteger os animais e as pessoas de possíveis acidentes.


Ponte para caranguejos, na Ilha Christmas, Austrália.
Isso é tudo. Boa sorte e até o próximo post!

Fontes Pesquisadas:


Não deixe de ver também:


- Animais naturalmente cor-de-rosa. Clique AQUI ou na imagem abaixo:



- Animais naturalmente azuis. Clique AQUI ou na imagem abaixo:


- A curiosa cachoeira submersa das Ilhas Maurício. Clique AQUI ou na imagem abaixo:




- Beleza Albina, você irá se surpreender! Clique AQUI ou na imagem abaixo:


2 comentários:

  1. meu que lindo esse bichinhos e essa Ponte para caranguejos, na Ilha Christmas, Austrália. Nossa é de arrepiar de tanta beleza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha ideia é fazer um especial pra cada cor. Já tenho por enquanto: azul, verde e rosa.

      Excluir

Botão Voltar ao Topo