Menu Principal

Anúncio Infeed

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

São João Del Rei, Tiradentes e Lagoa Dourada - MG [16/11/2014]

Estou colocando abaixo o meu relato do passeio para as Cidades de São João Del Rei e Tiradentes, com uma rápida passada em Lagoa Dourada. Todas em Minas Gerais. 


Fui com a Luciana e mais algumas pessoas de excursão pela RUMO CERTO TURISMO.


Se quiser saber um pouco sobre essa e outras boas Agências de Turismo de Belo Horizonte e região metropolitana, clique no link abaixo:


Acordei cedo e andei um bocadinho em uma av. próxima a minha casa junto a Luciana e andamos até uma rotatória. Lá esperamos um pouco e já recebemos a van da Rumo Certo e como estávamos em poucas pessoas, isso ajudou bastante na mobilidade por todo o passeio.



Depois de poucas horas chegamos ao nosso primeiro destino.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 
SÃO JOÃO DEL REI - MG


Entre as cidades históricas mineiras, São João Del Rei é uma das que mais se desenvolveu economicamente, com trânsito e comércio movimentado. Mas ainda conserva bela parte do seu patrimônio, como a Igreja São Francisco de Assis e a Catedral Nossa Senhora do Pilar. O Moderno Memorial Tancredo Neves tem recursos digitais que contam a história do ex-presidente e de Minas Gerais.

Como Chegar?

Saia de Belo Horizonte pela BR-040. Após Congonhas, vire à direita na BR-383 e siga para São João del Rei. Para quem for viajar de ônibus, a Viação Sandra (31/3201-2927/3371-7646, saídas diárias) liga BH à cidade em 3h30min.

O que fazer?

No Centro Histórico você pode visitar museus, igrejas e sobrados centenários que contam a história do Brasil Colônia em São João Del Rei. Em cada prédio, a herança se faz presente de alguma forma - seja através da arquitetura, seja através do rico acervo. Outra coisa bem interessante de se fazer é conhecer o Museu da Maria Fumaça e de lá pegar a Maria Fumaça de São João Del Rei até Tiradentes.

Fonte Pesquisada:

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 

Assim que chegamos, demos uma circulada pelo centro histórico de São João Del Rei. Achei lá muito pequeno, porém é muito gostoso andar por essa cidade.









Quem é de Belo Horizonte ou conhece a cidade pode estranhar, mas esse "Pirulito" realmente é uma replica em tamanho pequeno do "Pirulito da Praça Sete".






Fomos até a etação da Maria Fumaça e compramos o bilhete, mas ainda faltava um bom tempo para que ela saísse. Então entramos no Museu da Maria Fumaça [que fica dentro dessa Estação] para conhecê-lo por dentro:

Eis a Estação:





Notas Interessantes: Na segunda foto (a que eu apareço), no outro vagão existe uma espécie de mini-estúdio em que as pessoas podem vestir roupas de época e tirar uma foto na estação, é bem legal. [Tentei convencer a Luciana a tirar uma foto assim, mas ela não quis de jeito nenhum!]

E eis o Museu da Maria Fumaça:






Pessoalmente, não achei o museu muito interessante por ser bem pequeno e ter poucas peças no mostruário deles, mas eles possuem uma réplica da Maria Fumaça original dentro desse museu. E como são poucos os horários que passam a Maria Fumaça, vale dar uma passada por lá de qualquer forma.

Como ainda tinha algum tempo, aproveitamos pra dar uma entrada em algumas lojinhas  por para comprar algumas coisinhas e visitamos a Igreja Nossa Senhora do Carmo, que possui um belo interior.








Por dentro da Igreja Nossa Senhora do Carmo:







A Lu não entrou na igreja católica, preferiu ficar me esperando do lado de fora.



E finalmente chegou a hora do nosso passeio de Maria Fumaça, rumo a Tiradentes.














Muito gostoso o passeio, parecia que estávamos em uma viagem de trem do início do século XIX! E o que achei mais engraçado e legal era que por onde a Maria Fumaça passava os cidadãos de São João Del Rei comemoravam, batiam palmas ou gritavam eeeeeeeeeeeee! Isso foi uma surpresa pra mim. Como é tão gostoso acaba sendo muito rápido e quando você assusta já está chegando em Tiradentes.

A Luciana também relatou que um gordo de bicicleta sempre corre sem camisa atrás da Maria Fumaça até onde ele aguenta ir e enquanto faz isso fica mexendo a barriga de forma estranha, gritando e comemorando a partida do trem. Talvez seja considerado até uma atração a parte! Alguns visitantes falaram que ele faz isso todos os dias.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 
Passeio de Maria Fumaça

O passeio de Maria Fumaça entre São João Del Rei e Tiradentes encanta crianças, jovens e adultos. Esse encanto pelo passeio já começa no embarque ou desembarque na pequena estação construída em 1881, para servir a Companhia de Ferro Oeste de Minas. Possui o mesmo estilo das estações mineiras edificadas no final do século XVIII e princípio do XIX.

Em frente à estação, está a rotunda, “mecanismo pelo qual a locomotiva inverte sua posição na linha férrea e, com uma curta manobra, engata-se novamente aos vagões para regressar a São João del Rei. Embora os maquinistas efetuem essa manobra de rotina logo após a chegada, muitos turistas deixam de apreciá-la por falta de informação”. A “Maria Fumaça”, que corre em bitola de 760 mm, é uma máquina que foi fabricada na Filadélfia pela empresa Baldwin.

Fonte Pesquisada:
http://www.tiradentesgerais.com.br/passeios.htm
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

E assim, chegamos em Tiradentes.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 
TIRADENTES - MG



Ao passar despercebida de qualquer forma de desenvolvimento, desde o declínio do Ciclo do Ouro, no fim do século 18, até os anos 80, quando o turismo floresceu, Tiradentes (MG) acabou se tornando uma das cidades históricas mais bem-preservadas do Brasil.

As ruas estreitas com calçamento de pedra conduzem por entre o casario colonial e igrejas barrocas, onde, durante o dia, o som das charretes ecoa num cenário emoldurado pela Serra de São José. À noite, a luz branda acompanha o clima pacato da cidade.

Não por acaso, o lugar tornou-se um dos destinos preferidos de casais, que aproveitam a boa oferta de pousadas de clima romântico, os ótimos restaurantes – são nada menos que sete casas premiadas pelo GUIA BRASIL 2015 – e a presença de inúmeros ateliês de arte, sendo a maioria deles com peças trabalhadas em madeira, estanho, ferro e pedra-sabão.

Fonte Pesquisada:

http://viajeaqui.abril.com.br/cidades/br-mg-tiradentes


Como Chegar?

Saia de Belo Horizonte dirigindo pela BR-040. Após Congonhas, vire à direita na BR-383 e siga para São João del Rei, de onde parte uma estradinha de paralelepípedos que leva até Tiradentes. De São Paulo, a viagem começa pela BR-381 (Fernão Dias) até a saída para Lavras. Dali, a BR-265 leva até o acesso à cidade. Partindo do Rio de Janeiro, siga pela BR-040 até Barbacena, de onde sai a BR-265.

De ônibus, a Viação Sandra segue de Belo Horizonte em viagem que dura 3h30min. De São Paulo, o trajeto é feito pela Viação Gardênia em 7h30min. A partir do Rio, a empresa Paraibuna leva 5h30min até o destino. Todos os passageiros desembarcam em São João del Rei. De lá, a Viação Presidente leva a Tiradentes em 25 minutos; a cada hora.


Fonte Pesquisada:

http://viajeaqui.abril.com.br/cidades/br-mg-tiradentes

O que fazer?

Os programas feitos em Tiradentes evidenciam as principais características da região: as riquezas históricas e o clima de cidadezinha do interior de Minas. Por lá, o passeio de charrete descortina casario colonial, enquanto o trekking pelas montanhas revela pedaços do passado.

A cozinha não poderia ficar de fora e traz pratos tradicionais por deliciosos doces caseiros. A cidade também é muito rica em artesanatos e possuem até artigos para o "Inimigo Oculto", que consiste basicamente em comprar presentes para "sacanear" os seus colegas!

Fonte Pesquisada:
http://www.feriasbrasil.com.br/mg/tiradentes/oqueverefazer.cfm
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Por fim, a Maria Fumaça chegou no terminal e atracou na Estação de Tiradentes. Ver como ela atraca, chega e é virada é algo muito interessante de se ver. Quando chegamos estávamos morrendo de fome, então ficamos pouco tempo e rumamos para um restaurante.





Almoçamos no Restaurante Tutu na Gamela, muito gostoso. Recomendo!







De pança cheia, demos uma circulada pelo centro histórico de Tiradentes, que também é bem pequenininho, mas cheio de atrações, principalmente para compra de artesanatos, artigos antigos e ainda outras coisas estranhas, como o Inimigo Oculto, que basicamente é um presente para sacanear os colegas, só quem foi ou conhece para entender!

Para as crianças vale andar de burrinho e para os casais apaixonados há a charrete [Como eu já tinha andado de charrete com a Lu em Araxá preferi fazer outras coisas enquanto estava por aqui].



















Ao passear pelas lojas fique de olho para não pegar nenhum produto estranho e tomar um susto ou cometer uma gafe. Eu por exemplo, vi uma espécie de garrafinha "escrito sopre aqui". Aproximei ela do meu olho direito [Olho que possui um Anel de Ferrara, implantado em uma cirurgia a algum tempo atrás] e soprei inocentemente para ver o que iria acontecer. Resumo: Voou areia no meu olho [era um presente de inimigo oculto e eu não sabia!]. Passei o maior aperto por conta disso e só não sofri mais porque tinha trago o meu colírio que precisava usar todos os dias e isso me aliviou um pouco!

Após algum tempo circulando pelo centro histórico, chegou a hora de voltar com a van. Mas antes de voltar pra casa demos uma parada na cidade de Lagoa Dourada.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 
LAGOA DOURADA - MG



O município de Lagoa Dourada, na região central de Minas, possui a maior pecuária leiteira da região do Campo das Vertentes e é forte produtor de hortigranjeiros. A cidade é famosa pela produção de rocamboles, o pão-de-ló recheado com doce de leite, vendido em vários estabelecimentos. Os moradores também são habilidosos na produção de licores, vinhos e outros doces caseiros, que agradam o paladar de todos os turistas.

Como Chegar?

É fácil chegar em Minas de carro. As principais estradas brasileiras passam pelo território mineiro. A malha rodoviária - de 269.545,5 km - corresponde a 16% de toda a extensão das rodovias federais e estaduais, integrando estrategicamente o sudeste às regiões sul, centro-oeste e nordeste. De ônibus, a cidade é atendida pela Viação Sandra, que opera deslocamentos entre Lagoa Dourada, São João Del Rei, Entre Rios de Minas e Conselheiro Lafaeite.

O que fazer?

Aproveite que está voltando de São João Del Rei (ou Tiradentes), caso esteja retornando para Belo Horizonte pela BR 383 e não deixe de comprar os seus rocamboles, que são a marca da cidade. Vale lembrar que eles também são excelentes produtores de licores, vinhos e outros doces caseiros.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 

Quando a van parou, o guia, Felipe, ofereceu a todos a oportunidade de comprar os "famosos rocamboles de Lagoa Dourada" numa parada rápida que fizemos. Eu e a Lu no início relutamos um pouco porque ficamos na dúvida se íamos comprar ou não o dito cujo, e acabou que compramos um rocambole tradicional de leite condensado.





Feito isso, continuamos a viagem de volta para casa e depois de poucas horas na estrada...





... descemos da van e nos despedimos do pessoal [a maioria do grupo da excursão vinha de outros lugares mais distantes do que nós], e naquela mesma praça nós dois andamos de volta por pouco mais de meia hora [cheios de sacolas] até chegar na minha casa.

Dividimos metade do rocambole para mim e a outra para a Luciana. Bem de noite, ao comer não acreditei... O ROCAMBOLE ESTAVA GOSTOSO DEMAIS! - Realmente a fama da cidade é verdadeira e vale a pena! Em minha casa o rocambole [que mesmo sendo apenas a metade, tinha um tamanho razoável], durou cerca de 15 minutos e jaz, sumiu!!! Todo mundo comeu tudo e gostou demais!

- Uma dica do guia que nos levou para o passeio era comprar nessa loja [foto abaixo], que de acordo com ele era a melhor dessa região:



Realmente não sei se essa é a melhor loja de lá, mas se existir algum rocambole melhor do que esse será o rocambole dos deuses e sairá um arco-iris e lágrimas dos olhos de quem o comer! E ... a gente só pediu um tradicional, ainda é possível comprar de outros sabores mais completos e ainda mais gostosos!



Se tiver gostado desse Relato e deseja conhecer outros, clique na Coleção abaixo e veja os que você achar mais interessantes:


TudoRoch@
Souvenir adquiridos nesse passeio:


Souvenir de São João Del Rei
Souvenir de Tiradentes
Souvenir de Lagoa Dourada
E Finalmente, as conquistas do Passeio:


Minha última observação é que em São João Del Rei, na frente da estação eles vendem essa bucha grande por preços muito em conta, vale a pena levar! Espero que tenham gostado do meu relato e que ele possa ajudar aos viajantes que tenham interesse em conhecer essas cidades.


Boa sorte! Desejo que você também tenha boas viagens!


Não deixe de ver também:

- Viagem do Museu Itinerante para São Sebastião do Paraíso - MG. Clique AQUI ou na imagem abaixo:




- Passeio para a Gruta do Rei do Mato e Gruta de Maquiné c/ Passada Rápida em Codisburgo. Clique AQUI ou na imagem abaixo:


- Desbravando a Serra do Cipó - MG. Clique AQUI ou na imagem abaixo:


- Conhecendo Inhotim, em Brumadinho - MG. Clique AQUI ou na imagem abaixo:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botão Voltar ao Topo

Anúncio In-article