Menu Principal

Anúncio Infeed

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Solenodonte, um mamífero venenoso

Hoje você conhecerá um animal bem diferente e intrigante.


Descubra quem é, onde vive e como se comporta o Solenodonte, um mamífero que sobreviveu a época dos dinossauros e ainda é venenoso.

Solenodontidae é uma família de mamíferos insetívoros nativos das ilhas de Cuba e Hispaniola. Contém um único gênero Solenodon. São conhecidos vernacularmente de solenodonte ou almiqui.

Existem duas espécies bastante semelhantes: o solenodonte-de-cuba (Solenodon cubanus) e o solenodonte-do-haiti (Solenodon paradoxus), que habita a ilha de Hispaniola. Outras duas espécies estão extintas.

Ssolenodonte-de-Cuba.
Solenodonte-do-Haiti.
Este animal é um verdadeiro fóssil vivo, de cujos antepassados foram encontrado ossos que datam de mais de 30 milhões de anos atrás. O Solenodonte parece um rato gigante com nariz comprido e vive apenas na região do Caribe, na América Central. 

Seu corpo tem um comprimento de 28 a 32 cm e a sua cauda mede de 17 a 27 cm. De hábitos noturnos, anda em zigzag; sua saliva é venenosa: o segundo incisivo de cada lado de sua mandíbula inferior tem uma ranhura ligada diretamente a uma glândula de veneno, de onde provém seu nome latino Solenodon, "dente sulcado". O seu veneno é muito ativo: quando dois destes animais se encontram e brigam, ocorre que um dos dois morre envenenado por causa das mordidas do rival.


Suas patas acompanham garras grossas e afiadas. Possuem pelos distribuídos por todo o corpo em tons que variam de bege apagado até tons mais quentes e avermelhados. As partes da orelha, pernas, rabo e seu focinho, em toda sua extensão não possuem pelos. Suas garras são úteis, já que procuram insetos cavando o solo.


Em cada cria, cada fêmea pode dar à luz no máximo 3 filhotes anualmente. Os filhotes nascem pesando menos de 100 gramas, e geralmente, quando são três filhos, um morre, já que a mãe possui apenas dois mamilos localizados na parte posterior do corpo. O filhote pode ser largado pela mãe com 2 meses e meio de vida, mas também podem ficar com seus protetores até a próxima cria, que geralmente ocorre a cada ano.


São animais com pouco instinto de domínio, podendo viver juntos em grupos de até 8 indivíduos, convivendo de forma harmônica. Em um primeiro encontro podem brigar por território, mas é raro.

Caçam insetos como gafanhotos, vaga-lumes e lagartos de pequeno porte, às vezes comem carne em decomposição. Seu focinho mais alongado permitem que consigam alcançar alimentos que estão em locais que seriam de difícil acesso como em tocas e embaixo de pedras e tocos de madeira.

É um animal muito agressivo, e quando irritado e ameaçado ataca com mordidas venenosas, já que em seus dentes possuem orifícios por onde o veneno pode ser liberado. Este é o único mamífero que injeta veneno como uma cobra.


Clique em alguma das coleções abaixo para conhecer outras postagens do blog:




Ou então AQUI ou nesse mapinha, que te levará a uma espécie de índice onde estão citados todos os destinos do Blog:


Alguma vez você já imaginou que existia um mamífero assim tão curioso?





E pra fechar esse assunto com chave de ouro, confira mais algumas informações sobre eles:

Muitos acreditam que esta espécie esteja no mundo desde o período em que os dinossauros existiram e que ele pode ser um nicho evolutivo. Apesar de se parecerem com ratos gigantes, eles sequer são roedores.

Na verdade, estão na mesma ordem dos mamíferos Sorocomorpha, das toupeiras e musaranhos, mas são diferentes o suficiente para terem a sua própria família genealógica, a Solenodontetiae.


É curioso citar ainda, que além de seu veneno, o Solenodonte possui um osso na ponta de seu focinho, nomeado de "proboscis", sendo algo exclusivo para eles em todo o reino animal. Esse osso permite que o animal consiga mover seu focinho com muita rapidez e agilidade enquanto se locomove.

Fontes Pesquisadas:


Isso é tudo! Boa sorte e até o próximo post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botão Voltar ao Topo

Anúncio In-article